Muitos profissionais que trabalham com segurança do trabalho possuem diversas dúvidas quando o assunto é Detecção de Gases. Pensando nisso, a LEL Ambiental decidiu dar inicio a uma série de artigos que apresentam as principais características e riscos dos gases mais comumente encontrados na indústria.

Neste artigo, abordaremos um gás tóxico conhecido como Amônia (ou amoníaco).

Sobre os tipos de Amônia

À temperatura ambiente e pressão atmosférica, a amônia é um gás incolor, toxico e corrosivo na presença de umidade.

Hidróxido de amônia, também conhecido como amônia aquosa, é um solvente comumente utilizado em produtos de limpeza e é também um composto presente em produtos alimentícios e em fertilizantes.

A amônia anidra, ou apenas amônia, (amoníaco) é o gás puro ou na forma liquida comprimida que não contém água. É usada na fabricação de fertilizantes, explosivos, produtos de limpeza, produtos farmacêuticos, entre outros. As empresas de alimentos e de bebidas utilizam toneladas de amônia para refrigeração, congelamento rápido e armazenamento.  Nesse processo, a o grande risco de liberação/vazamento de gás amônia.

A LEL Ambiental apresenta soluções com detectores portáteis de único gás, detectores portáteis multigás, detectores “transportáveis” (monitor de área) e detectores fixos que detectam com confiabilidade e rapidez pequenas concentrações de amônia em partes por milhão.

Limites e Efeitos do Gás

A amônia é um composto químico muito amplamente utilizado, e pode ser encontrado em diversos ambientes industriais. É um gás incolor com odor pungente e sufocante. Amônia é também um gás inflamável com LEL em 15%. Quando exposto ao calor, uma solução de amônia irá decompor para formar o Gás Amônia e Oxido de Nitrogênio (NOx). O Gás Amônia é irritante, e se tornará extremamente irritante conforme a concentração aumentar.

EFEITOS DOS NIVEIS DE AMONIA – EM PPM (parte por milhão)

0 – 25Irritação nos olhos e irritação no trato respiratório
25Limite de Exposição Permissível (OSHA)
50 – 100Inchaço das pálpebras, conjuntivite, vomito e irritação na garganta
100 – 500Concentrações perigosíssimas, a irritação torna-se mais intensa.

A exposição prolongada a altas concentrações poderão resultar em morte.

IPVS / IDLH: 300 ppm

Abaixo, segue o tempo de exposição segundo anexo 11 da NR 15:

TABELA DE LIMITES DE TOLERÂNCIA

AGENTES QUÍMICOSVALOR TETOABSORÇÃO TAMBÉM PELA PELEATÉ 48 HORAS/SEMANAGUAU DE INSALUBRIDADE A SER CONSIDERADO NO CASO DE SUA CARACTERIZAÇÃO
ppmmg/m3
Amônia2014Médio

O que achou do nosso artigo? Sinta-se à vontade para comentar abaixo.

E fique ligado, pois em breve postaremos mais artigos sobre gases tóxicos.

Até a próxima ;D

Compartilhe Essa História, Escolha a Sua Plataforma!